segunda-feira, 3 de maio de 2010

Perguntar não ofende:

Perguntas que não ofendem:
Quem rouba trezentos, rouba três mil?
Por quer o secretário não denuncia as chatagens, crime de peculato, enriquecimento ilícitos e outro crime hediondos?
Se caso denunciasse, estaria denunciando gente do próprio governo?
Passados quase seis anos de governo, três secretários na  administração, quem criou essa estrutura podre que o secretário mexeu?
Se o secretário fez tantas mudanças, por quer não deram resultados até agora?
O secretário toparia fazer uma auditoria nas contas do governo que representa?
O secretário toparia uma investigação no licenciamento ambiental dos diversos loteamentos urbano aqui em Parauapebas?
O secretário sabe que rumo tomaram as telhas retiradas do almoxarifado da Semad?

8 comentários:

Anônimo disse...

O pior de tudo é a arrogância do cidadão, se for tão bom assim porque nao se submete a uma auditoria?Sera que auditores serios demorariam mais de 15 minutos para encontrar algo?Aposto um tostão por um milhão.

Anônimo disse...

como perguntar não ofende....seria coincidência o fato do honestissimo secretario possuir um veiculo da mesma marca e modelo dos adquiridos pelo governo municipal?

Anônimo disse...

Negão,
Está claro para todos que esta picuinha com o Luis Vieira começou pela "demissão" do Zezinho. Como o cidadão e assessor, deveria ser exonerado, coisa que até o momento não aconteceu. Ou seja, o cidadão foi promovido a Zezinho o fantasminha companheiro. Por que voce nunca tocou neste assunto ??

Wanterlor Bandeira disse...

Na verdade não picuinhas. Contra os fatos não ha argumentos. As telhas foram desviadas do almoxarifado em plena luz do dia.
O Fato do Zezinho ser assessor especial do governo não fere nenhuma conduta ética. A lei de cargos e salários do município contempla essa função de assessoria em vários níveis. O Ex. secretário de finanças e pre-candidato a deputado Milton Zimmer acaba de ser nomeado assessor especial II e o que me parece não cumpre nenhuma função na estrutura administrativa.
Portando a figura do assessor é legal e está na lei. desviar bens do Patrimônio publico é crime e um ato ilegal.

Anônimo disse...

Negão, acho que foi você quem pagou para alguém pegar essas telhas e fotografar. Se do ódio que você tem do Luiz Vieira e sei que o motivo é pessoal, aliás eu tava presente naquela feijoada na Escola Chico Mendes e presenciei o motivo do seu ódio, só que você tá crucificando a pessoa errada. Por que vocês dois não se acertam como homens ao invés de ficar com picuinha e armação?

Wanterlor Bandeira disse...

Verdade, Paguei tudo, inclusive os auxiliares da almoxarifado, o motorista oficial(amigo do secretário) da secretaria e o fotografo.
Meu caro não tem nada de pessoal nessa parada. Existe um fato e não foi eu quem criou, foi o próprio secretário.
Na verdade foi ele quem mexeu no vespeiro, na vontade de puxar o saco do prefeito fez várias acusações sem provas contra mim. Sempre fiz um debate político e em momento algum levei para lado pessoal e familiar.
Todos que estava no encontro do partido viram e ouviram o meu pronunciamento e são testemunha dos motivos que levaram a falar sobre as telhas.
Aqui no blog, sempre soube separar o lado politico do pessoal e respeito o amplo direito ao contraditório.
Não existe picuinha e nem armação meu camarada.
Mas se é para te confortar, diga ao povo que foi eu que armou tudo.
Embora o Luiz negue, mas quando no mandato de vereador sempre fui seu defensor e nada lhe pedir em troca. Se existe ingratidão não é da minha parte e sim da parte dele.
Se existe armações não são minhas, não uso desses expediente espúrios, jogo claro, aberto e franco.
OS motivos aqui não estão relacionados ao fato de ser homem, homens ou mulheres estão sob o jugo dos mesmos princípios éticos e morais.
Estou aberto ao dialogo sempre; sem medo e sem ódio.
Ao debate, sempre
(Sobre a feijoada: O fato ocorrido foi exatamente ah três anos e nunca guardei nenhum tipo de rancor, até por quer o cidadão estava com alto teor etílico e portando não deveria saber o que fez e com quem fez).

Anônimo disse...

caro Blogger vai ver essas chantagens, peculato, enriquecimento ilícito deve ser similar ao que existe na SEMOB com o sr. Renato Frateschi exemplo de enriquecimento sem pudor, além de se locar no prédio da semob numa salinha pra ele escolher o que é melhor pra ele e pro's outros membro da tríade que ele compoem, isto é uma vergonha, cade o tão honesto Luís Vieira porque ele fica calado a estes crimes.

Anônimo disse...

Negão...

será que a "bandidagem típica do governo" a que se refere a nota pública do PDT corresponde aos mesmos fatos que o Luiz das Telhas diz ser sabedor e não vai contar pra ninguém? peculato, chantagem, enriquecimento ilícito e outros crimes hediondos? Por que as autoridades judiciárias não fazem nada? Deviamos começar a pensar em chamar o Conselho Nacional de Justiça, antes que isso aqui vire faroeste! Bandidagem pra lá, telhas pra cá, crimes hediondos acolá... onde vamos parar!

Leonidas Mendes Filho